808915050

Chamada gratuita

7 motivos para ajudar o seu familiar a envelhecer em casa

Cada vez mais idosos preferem envelhecer na sua própria casa. Saiba como pode ajudar o seu familiar.

Escrito por: Stannah a 26-09-2016

De acordo com a AARP, associação que ajuda pessoas com mais de 50 anos a melhorar a sua qualidade de vida, 90% das pessoas mais idosas preferem permanecer nas suas casas à medida que envelhecem.

Apesar desta vontade representar uma preocupação para muitos cuidadores de familiares idosos, existem vários motivos pelas quais ajudar os mais idosos a permaneceram na casa que amam pode trazer imensos benefícios, incluindo a melhoria da sua qualidade de vida e bem-estar.

  1. Familiaridade

A ideia de viver no conforto do seu próprio lar é algo com que todos sonhamos quando investimos na compra de uma casa e a verdade é que, à medida que envelhecemos, esta ideia torna-se cada vez mais presente. Por isso, ajudar um familiar idoso a permanecer num ambiente que lhe é familiar irá contribuir em grande medida para este envelheça de forma verdadeiramente feliz.

  1. Garantia de uma casa segura e acessível

A casa do seu familiar está preparada para que este não passe os dias preocupado com o medo de cair nas escadas ou durante o banho? Não se preocupe. Hoje em dia, existem diversos equipamentos de mobilidade, indicados para cada divisão da casa, que podem ajudar a readaptar a moradia onde o seu parente vive, mantendo-o seguro, ativo e confortável.

  1. Ajudas disponíveis

Hoje em dia existem diversos recursos disponíveis para ajudar os mais idosos a envelhecer no conforto do seu lar. A opção de deixar estas pessoas sozinhas em casa não representa perigo ou abandono, mas sim confiança de que está a contribuir para a sua felicidade. Equipamentos de mobilidade projetados para facilitar o dia-a-dia, refeições ao domicílio, serviços de apoio telefónico, como é o caso da teleassistência da Cruz Vermelha Portuguesa são alguns exemplos de recursos que visam melhorar a qualidade de vida, saúde, segurança e autoestima dos seus utilizadores.

  1. Diminuição de stress e ansiedade

Envelhecer é um processo natural, gradual e contínuo, mas nem por isso a chegada da terceira idade deixa de ser assustadora para a maior parte das pessoas. A ideia de que deixamos de ser capazes de cuidar de nós próprios pode ser avassaladora e, por vezes, sinónimo de grande stress e tensão. Permitir que o seu familiar permanecer na casa onde viveu toda a vida pode ajudar a reduzir os seus níveis de stress e ansiedade de forma significativa. No entanto, é importante realizar uma avaliação de risco e vulnerabilidade de forma regular, certificando-se de que a qualidade de vida do seu familiar não diminui radicalmente.

  1. Afastamento

Se assumir uma posição absolutamente intransigente para com a vontade do seu familiar, e sem abertura ao diálogo, pode levar a que este deixe de partilhar os seus receios consigo. Tente manter-se aberto a várias soluções para que juntamente com o seu familiar possam chegar a um entendimento que sirva o bem-estar de todos.

Envelhecer em casa é sinónimo de felicidade para a maior parte dos idosos

  1. Perda de independência

Quando as pessoas mais idosas deixam a sua casa é frequente sentirem que estão a perder parte da sua independência. É fundamental evitar situações que provoquem este tipo de sentimentos, pois pode afetar consideravelmente a autoestima, confiança e bem-estar do seu familiar. Se pode assegurar que o seu familiar tem as condições necessárias para permanecer na própria casa, tal irá reforçar o sentimento de independência.

  1. Felicidade

O mais importante é garantir que os nossos familiares se sentem felizes e seguros. Permitir que estes permaneçam na sua própria casa durante mais tempo pode parecer a opção mais difícil, mas caso tomem as precauções devidas e cheguem a um entendimento sobre as medidas de segurança a adotar, esta pode ser a melhor solução para todos, uma decisão que acima de tudo deverá trazer paz e felicidade para todos.