Como preparar a reforma em 7 passos

Escrito por: Stannah

Casal prepara a sua reforma

A altura da reforma é a oportunidade perfeita para aproveitar a vida a um ritmo diferente. Porém, pensar na reforma pode trazer à tona um misto de emoções, desde a felicidade à ansiedade. 

Mas há um segredo para poder desfrutar da sua reforma ao máximo. Sabe qual é? É muito simples e resume-se a uma única palavra: planear! 

Segundo a Organização Mundial de Saúde, prevê-se que a população mundial com mais de 60 anos duplique até 2050 nos países mais desenvolvidos e que a esperança média de vida continue a aumentar exponencialmente. 

Algo que só reforça a necessidade de nos prepararmos para a reforma: se vivemos mais anos, é natural que precisemos de planear esta fase da nossa vida com mais cuidado. Tal inclui, por exemplo, analisar as suas finanças pessoais, as necessidades de saúde, o estado geral e condições de acessibilidade da sua casa, entre outros.

Para quem está a considerar mudar-se para o estrangeiro, pesquisar os sistemas de saúde, a facilidade de locomoção e a proximidade de comodidades pode ser inestimável. Afinal de contas, os melhores países do mundo para viver na reforma ganham consistentemente a reputação de locais ideias precisamente porque se destacam nestas áreas.

Mas com um plano em mãos, preparar-se para a reforma será muito mais fácil do que pode imaginar. 

Por isso, quer esteja apenas a começar a pensar na reforma ou já esteja reformado, continue a ler e descubra sete dicas que o podem ajudar a preparar-se melhor para a reforma e a desfrutar desta fase da sua vida ao máximo. 

1. Sistema de reformas: conheça os seus direitos e como se preparar financeiramente

Em Portugal, a idade da reforma encontra-se nos 66 anos e 4 meses. Para requerer uma pensão em Portugal, deve cumprir os requisitos mínimos de contribuição fixados pelo Sistema de Segurança Social, pela Caixa Geral de Aposentações ou pelo seu plano complementar de pensões. 

O montante da pensão é calculado com base nos rendimentos médios auferidos pelo indivíduo durante a sua vida activa, bem como no número de anos de contribuição para o sistema de pensões.

O sistema de pensões em Portugal é um sistema abrangente que lhe permite planear a sua reforma e acumular diferentes tipos de investimentos realizados ao longo da vida, tais como os que apresentamos em seguida.

Pensões da Segurança Social

O sistema de pensões da Segurança Social é um sistema de repartição. Os trabalhadores pagam contribuições ao sistema e essas contribuições são utilizadas para pagar as pensões dos atuais reformados. 

Para ter direito a uma pensão ao abrigo deste sistema, deve ter contribuído durante pelo menos 15 anos. O montante da pensão é calculado com base nos seus rendimentos médios durante a sua vida ativa.

Pensões da Caixa Geral de Aposentações

O sistema de pensões da Caixa Geral de Aposentações (CGA) funciona também num sistema de repartição. Porém, este sistema de pensões destina-se apenas a trabalhadores ao serviço do Estado português e nos quais se enquadram:

  • Professores do ensino particular e cooperativo;
  • Agentes administrativos da Administração Pública Central, Local e Regional;
  • Trabalhadores de algumas empresas públicas;
  • Funcionários de sociedades anónimas de capitais públicos;
  • Entre outros.

O montante da sua contribuição determinará, em última análise, o nível das prestações de reforma a que terá direito quando se reformar.

Poupança individual

Se o desejar também pode optar por poupar por conta própria para a reforma, investindo em diferentes produtos financeiros, como ações, obrigações e fundos de investimento.

Esta abordagem não é tão comum como as outras opções acima mencionadas, mas pode ser uma forma eficaz de criar poupanças para a reforma.

Um exemplo deste tipo de poupança são os conhecidos Planos Poupança Reforma (PPR). Estes produtos financeiros funcionam como um complemento da reforma e têm vários benefícios fiscais. 

Quanto mais cedo começar a investir num PPR, mais irá acumular e maior será a sua almofada financeira.

Pensão Social do Estado

O Regime de Pensão Social do Estado está disponível para os indivíduos que não tenham contribuído tempo suficiente para o Sistema de Segurança Social de forma a terem direito a uma pensão. A pensão é calculada em função dos rendimentos e dos bens do beneficiário.

Subsídios que pode acumular com a reforma

A reforma também pode ser acumulada com rendimentos de trabalho, pensões de outros países, e bonificações de diferentes tipos, como a prestação social para a inclusão e um grau de incapacidade comprovado.

Por exemplo, se tiver um grau de incapacidade igual ou superior a 33% comprovado pelas entidades competentes poderá beneficiar de uma ajuda financeira para fazer frente às despesas do dia a dia.

De forma a promover o envelhecimento saudável, o governo português também atribuiu apoios a idosos que têm rendimentos baixos e encargos extra com os cuidados de saúde.

2. Adapte a sua casa para o futuro

Mulher idosa prepara a sua casa e reforma com cadeira elevatória

Ao preparar-se para a reforma é igualmente importante pensar em preparar a sua casa para esta fase da sua vida. Afinal, a nossa casa é o nosso porto seguro, onde guardamos as memórias mais felizes

Por essa razão, é fundamental que a sua casa permaneça um lugar totalmente acessível,  confortável e livre de barreiras arquitetónicas que possam limitar a sua circulação. Se tem problemas de mobilidade, por exemplo, deve considerar instalar soluções de mobilidade que lhe permitam continuar a desfrutar de uma vida ativa e verdadeiramente feliz. 

Na Stannah, dispomos de uma vasta gama de equipamentos de mobilidade pensados para lhe oferecer toda a segurança e conforto. 

Os elevadores de escadas, por exemplo, são uma ótima solução para quem tem dificuldades em utilizar as escadas, mas pretende permanecer autónomo para sair e entrar de casa quando desejar. 

Precisamente por essa razão, as nossas cadeiras elevatórias podem ser instaladas em escadas retas ou curvas, assim como espaços interiores ou exteriores. 

A personalização dos elementos que os compõem os nossos elevadores são mais um aspeto que fazem deste equipamento uma solução altamente versátil, pois podem ser adaptados à decoração do seu espaço, criando um ambiente aconchegante e único.

3. Continue a trabalhar e acumule rendimentos

Se procura garantir rendimentos semelhantes aos anteriores à reforma e se se sente capaz de continuar a trabalhar, saiba que pode acumular o rendimento da pensão de velhice com um novo contrato de trabalho. 

Nestas situações, os impostos são mais baixos que os de um trabalhador em idade ativa, o que significa que poderá aproveitar para continuar a exercer a sua profissão ou até dedicar-se a uma profissão que sempre quis desempenhar. 

Por outro lado, terá mais liberdade e poderá escolher reduzir as horas de trabalho semanais, sobrando-lhe tempo para usufruir de outras atividades.

4. Planeie os seus dias

Mulher idosa ouve música e prepara vida ativa na reforma

Apesar de ser importante quebrar a rotina, na idade da reforma é aconselhável planear os dias e estabelecer metas e planos. Desta forma, terá sempre uma razão para se levantar da cama e permanecer ativo ao longo do dia.

Ao dedicar algum do seu tempo às atividades de que mais gosta, como uma bela caminhada ou juntar-se com os amigos no café, é uma forma de garantir que se mantém ativo e autónomo. 

De igual forma, estará a evitar a solidão e o isolamento, algo comum em algumas pessoas reformadas que não planeiam os seus dias de forma consistente. 

5. Invista em si e no que o faz feliz

Dado que terá mais tempo, poderá finalmente dedicar-se àquele projeto que tem guardado na gaveta e que sempre quis realizar. 

Se desejar aprender uma língua, teatro, ciências, saiba que existem cursos adaptados para pessoas na reforma. Pode também candidatar-se à Universidade Sénior e, assim, conviver com pessoas da mesma idade e com interesses semelhantes. 

E se viajar sempre foi uma das suas paixões, a altura da reforma é uma das melhores fases para conhecer novos lugares. Como tem mais disponibilidade, pode aproveitar as épocas de menor afluência e preços mais baixos em vários serviços, como a hotelaria, viagens de avião, etc. Viajar também abrirá o leque de amizades, sobretudo se realizar viagens em grupo.

Caso deseje viajar sozinho e organizar tudo por sua conta, é importante assegurar-se das características do destino, das comodidades dos alojamentos e do acesso aos cuidados de saúde caso sejam necessários.

E se pensa que por ter problemas de mobilidade poderá desfrutar de longos passeios na suas viagens, na Stannah, também temos a solução ideal para si. 

Com as nossas scooters de mobilidade, poderá deslocar-se facilmente no exterior. Dependendo do modelo, poderá inclusive transportar a sua scooter de mobilidade na mala do carro ou no porta bagagens do avião. 

A longevidade das baterias das nossas scooters de mobilidade assegura percursos longos, por isso, não terá de se preocupar em encontrar locais para carregamento com frequência. 

E mesmo que precise de carregar a sua scooter durante a viagem, basta ligar a scooter uma tomada elétrica comum e em pouco tempo esta estará novamente pronta para ser utilizada. 

6. Transmita a sua experiência de vida

Os mitos sobre o envelhecimento retratam frequentemente a reforma como um período de abrandamento. Mas a verdade é que é uma oportunidade fantástica para se envolver mais profundamente na sua comunidade. Uma das melhores formas de se preparar para a reforma é começar a envolver-se mais na sua comunidade. A idade traz consigo a sabedoria e a experiência que tantas vezes nos faltam noutras alturas da vida, pelo que há muito que pode partilhar com as pessoas à sua volta.

O voluntariado em organizações ou instituições de caridade pode ser uma ótima forma de se manter ativo e envolvido na sua comunidade. 

Ao mesmo tempo que partilha os seus conhecimentos e experiência com os mais jovens ou com outras pessoas da comunidade também poderá aprender algo novo. 

Considere fazer voluntariado numa escola local ou num centro comunitário. Dependendo das indústrias, também pode ser apoiar jovens profissionais no seu sector ou oferecer-se para dar consultoria a proprietários de pequenas empresas sobre determinados projetos nos quais tem a experiência acumulada de várias décadas de trabalho.

Partilhar o seu conhecimento e experiência não só beneficia quem o recebe, como também pode ser uma forma gratificante de passar os seus anos de reforma. Além disso, pode ajudá-lo a manter-se mentalmente alerta e socialmente presente, o que é essencial para uma reforma saudável e feliz.

7. Mantenha-se ativo

Amiga idosas mantêm vida ativa e preparam a sua reforma

Na fase da reforma, é fundamental manter-se ativo, através de atividades como a natação, yoga, pilates, trabalho de ginásio, etc. 

A atividade física continuada é uma das melhores formas de combater a perda de equilíbrio que afeta a maioria das pessoas depois dos 65 anos. Além disso, deverá continuar a realizar os exames de rotina recomendados pelo seu médico, de forma a garantir que poderá desfrutar desta fase da sua vida em pleno. 

Preparar a reforma não tem de ser um bicho de sete cabeças, basta ser proativo e tomar algumas medidas para tornar a transição o mais simples possível. 

Se, por exemplo, desejar tornar a sua casa mais acessível, entre em contacto connosco e teremos todo o gosto em aconselhá-lo sobre a solução de mobilidade que melhor se adapta a si e à sua casa.

Depois, é só aproveitar esta fase para desfrutar da vida. Poderá finalmente planear os seus dias ao ritmo que desejar, realizar os sonhos deixados na gaveta, conhecer locais e pessoas novas e desfrutar de experiências que o farão pensar que o melhor ainda está para vir. 

Fontes: