Solidão nos idosos – Causas e como combater o isolamento

A solidão nos idosos é um dos problemas que mais afeta a população idosa em Portugal. Saiba o que pode causar o sentimento de solidão e o que pode fazer para o evitar!

alimentacao saudavel para idosos
Alimentação dos idosos: o que deve saber
27 Março, 2017
pme de excelencia 2016
Stannah distinguida com PME de Excelência
13 Abril, 2017
solidao nos idosos

Com o aumento do número de indivíduos com mais de sessenta anos em Portugal, o tema “solidão nos idosos” tem vindo a ser analisado de forma mais profunda. É urgente perceber porque razão este sentimento é mais comum à medida que envelhecemos. Mais urgente ainda é criar medidas que combatam a solidão nos idosos.

Existem vários fatores pessoais e sociais que contribuem para que se fale em “solidão nos idosos”. Saiba quais são.

Solidão apos a reforma, imagem ilustrativa

A reforma pode trazer falta de ocupação se não for preparada antecipadamente, é importante manter-se ocupado

A solidão depois da reforma

A solidão nos idosos pode ser evidenciada pelo término da atividade laboral, já que nesta fase existe uma mudança de padrão de vida e a sensação de perda de utilidade social. Aliás, a reforma está relacionada com várias perdas. Perda de rendimento, de prestígio, de sentido de competência e de utilidade e de afastamento de alguns contatos sociais. É por estes motivos que a reforma favorece o isolamento, a inatividade e, por consequência, a depressão e a solidão. A reforma e as suas consequências podem causar falta de autoestima e declínio do bem-estar.

O isolamento do idoso após a viuvez

As pessoas que não estão casadas sofrem mais de solidão que as casadas. A par da reforma, a viuvez é muito associada à solidão nos idosos.

A perda do cônjuge pode gerar sentimentos de solidão, abandono e sentimentos de desamparo. Muitas vezes, são os próprios idosos que se isolam e se privam de atividades sociais.

Com a viuvez, existe todo um processo de adaptação à situação a nível pessoal, familiar e social. Por vezes o sentimento de solidão já existe, mas é reforçado pela viuvez.

No processo de viuvez, para evitar a solidão, os amigos têm um papel muito importante na criação de laços de convívio, de desabafo e de partilha de experiências.

Abandono de idosos pela família

O abandono de um idoso é tão cruel como a dor do abandono sentida por um adulto, que foi privado do cuidado parental toda a vida.

Segundo uma estimativa do Ministério da Saúde, por ano, acontecem cerca de 100 a 150 situações de abandono nos hospitais; e segundo um estudo da Organização Internacional do Trabalho, Portugal é dos países da europa onde as pessoas idosas mais são abandonadas.

O abandono por parte de familiares faz com que o sentimento de solidão seja ainda mais acentuado, principalmente se forem abandonados em lares ou asilos.

depressão doença relacionada com solidão imagem de uma pessoa sozinha

A depressão é uma das doenças causadas pela solidão.

Como a solidão afeta a saúde dos idosos?

A solidão está intrinsecamente ligada à saúde, uma vez que esta se define pelo estado de completo bem-estar físico, mental e social. A solidão é um sentimento causado por uma ausência de algo ou perda de alguém. A saúde tem um papel muito importante na qualidade e a solidão interfere com o bem-estar do idoso.

A solidão pode ter o mesmo impacto que o stresse crónico na nossa saúde cerebral e também pode afetar os nossos sistemas endócrino e imunológico, o que pode contribuir para o aparecimento de doenças.

Estima-se que 70% dos idosos têm um problema de saúde grave associado à solidão e 10% padecem de solidão maligna, o que compromete a sua saúde física e emocional. As doenças mais comuns associadas à solidão são a hipertensão arterial, as infeções repetidas, a ansiedade e a depressão. (fonte: Portugal Sénior)

idosos que vivem sozinhos em portugal imagem ilustrativa

Cerca de 400 mil idosos vivem sozinhos em Portugal

A solidão nos idosos em Portugal

Portugal, assim com o resto do mundo, sente o envelhecimento da população, que tem tendência a aumentar, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE). A população idosa em Portugal enfrenta uma realidade que causa grande impacto social, devido à baixa taxa de natalidade e relativamente à taxa de mortalidade, com o consequente aumento da população idosa.

  • 60% da população idosa portuguesa vive sozinha ou acompanhada de alguém com mais de 65 anos. Em termos de regiões, esta percentagem aumentou em Lisboa e Alentejo (22%), e no Algarve (21% de subida). No Norte e nos Açores tiveram uma menor subida (17%).
  • Segundo um estudo feito por Reis e Fradique (2001, cit. Por Reis, 2005), relativo ao isolamento e à saúde e doença, cerca de vinte por cento dos idosos destacaram o isolamento social e a solidão como causa de doença.

Com o aumento da população idosa e isolada em Portugal, aumenta também a necessidade de desenvolver meios para melhor atender às dificuldades deste grupo populacional em crescimento. É necessário proporcionar à população idosa qualidade de vida e um envelhecimento bem sucedido.

combater a solidao nos idosos

Ocupar os tempos livres com vários tipos de atividades para que o idoso evite a solidão e tenha uma vida social ativa

Como combater a solidão nos idosos?

É certo que são várias as causas que impulsionam o isolamento e a solidão nos idosos. No entanto, velhice não é sinónimo de solidão ou isolamento. Prova disso, são os inúmeros idosos que, mesmo depois de passarem por situações menos boas, escolhem envelhecer de forma ativa.

Mas como o fazem? É simples: ocupam os tempos livres com atividades que durante muitos anos não conseguiram fazer. Aliás, dedicam-se a fazer o que mais gostam, agora sem que o factor tempo interfira. Se está a passar por esta situação, sugerimos um rol de atividades que vão contribuir para que não se sinta sozinho.

  • Procure fazer novas amizades – Conhecer pessoas e fazer novas amizades é uma excelente forma de combater o isolamento e a solidão nos idosos. Procure na sua zona de residência locais onde poderá fazer novas amizades, como por exemplos parques de lazer ou bibliotecas. Por vezes, são nestes espaços que surgem as mais inesperadas amizades.
  • Faça voluntariado – Tornar-se voluntário por uma causa em que acredita poderá trazer elevados benefícios para si. Poderá conhecer novas pessoas, fazer parte de um grupo que partilha os mesmos ideais e vivenciar novas experiências. Praticar e sentir o altruísmo poderá trazer outro sentido à sua vida e contribuirá para aumentar a sua felicidade e o seu bem-estar, diminuindo o sentimento de solidão.
  • Invista na suas relações sociais – Já alguma vez sentiu que deveria ter dado mais atenção à sua família e aos seus amigos? Esta etapa da vida é uma excelente altura para o fazer. Organize jantares/almoços de família ou de amigos e faça destes eventos algo permanente e divertido. Sugerimos algumas atividades para depois das refeições. Além de serem atividades que estimulam a mente, promovem o convívio social.
  • Frequente um curso – Esta é uma ótima oportunidade para ocupar o seu tempo livre. Poderá optar por aprender uma língua nova ou escolher algo ligado às artes, como a dança. Entrar num grupo imediatamente conduz à integração num conjunto de pessoas que partilham interesses comuns. Poderá trazer um sentimento de pertença. A integração num grupo e o convívio com outras pessoas estimula a criatividade e ajuda a combater o isolamento e a solidão.
  • Adopte um animal de estimação – Os animais de estimação, em especial os cães e gatos, trazem vários benefícios e um deles é a prevenção da solidão. Ter um animal de estimação é sinónimo de uma companhia constante. Além disso, é possível que faça novas amizades enquanto passeia o seu animal de estimação.

Infelizmente, são muitos os idosos que, devido à sua condição de mobilidade, não conseguem praticar as atividades sugeridas. Aliás, a maior parte das pessoas que sentem a sua mobilidade afetada acabam por ficar a maior parte do tempo em casa, agravando o sentimento de solidão. Se pertence a este grupo de pessoas, não desamine. Existe uma solução para pessoas com mobilidade reduzida que sonham manter uma vida ativa e livre – as scooters de mobilidade.

Com este equipamento de mobilidade pode deslocar-se para onde quiser e quando quiser. Assim, poderá sair de casa e aproveitar o seu tempo livre para fazer o que mais gosta. Não se esqueça de experimentar as nossas sugestões de atividades.

Faça atividades, esteja em ambientes sociais e sobretudo divirta-se. Estamos certos que, assim, não se sentirá só. Tem sugestões de outras atividades que combatem o isolamento e a solidão nos idosos? Partilhe connosco e com os nossos leitores.

Sabia que?

Em Portugal, assim com o resto do mundo, sente o envelhecimento da população, que tem tendência a aumentar, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE). A população idosa em Portugal enfrenta uma realidade que causa grande impacto social, devido à baixa taxa de natalidade e relativamente à taxa de mortalidade, com o consequente aumento da população idosa.

  • 60% da população idosa portuguesa vive sozinha ou acompanhada de alguém com mais de 65 anos.
  • Em termos de regiões, esta percentagem aumentou em Lisboa e Alentejo (22%), e no Algarve (21% de subida). No Norte e nos Açores tiveram uma menor subida (17%).
  • Segundo um estudo feito por Reis e Fradique (2001, cit. Por Reis, 2005), relativo ao isolamento e à saúde e doença, cerca de vinte por cento dos idosos destacaram o isolamento social e a solidão como causa de doença.
Stannah
Stannah
Editor da Stannah

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

SUBSCREVER NEWSLETTER BLOG STANNAH

Conheça tudo o que se passa no nosso blog e inspire-se a viver melhor e com mais qualidade.
SUBSCREVER